Torrent é o 12º técnico estrangeiro do Flamengo e o 6º europeu; veja a lista

Rubro-Negro volta a apostar em estrangeiro após sucesso de Jorge Jesus

Duas semanas após a saída de Jorge Jesus, na tarde desta sexta-feira, o Flamengo anunciou a contratação do técnico Domènec Torrent e repete a estratégia de um ano atrás quando foi atrás de um estrangeiro para o comando técnico.

+ Fla anuncia Torrent como novo técnico

O espanhol será o o 12º treinador estrangeiro da história do Flamengo, o sexto europeu e o primeiro de seu país a comandar o clube.

O primeiro dos treinadores estrangeiros foi o uruguaio Ramón Platero, que treinou o clube em 1921. Alguns europeus também estiveram à frente do clube como o inglês Charles Williams entre 1930 e 1931, o húngaro Dori Kruschner entre 1937 e 1938 entre outros.

No total, já foram três portugueses, dois uruguaios, dois paraguaios, um argentino, um colombiano, um inglês e um húngaro, sendo agora o primeiro espanhol.

+ Thiago Maia rasga elogios a Torrent

Destes todos, o que teve mais sucesso foi Jorge Jesus, que chegou ao Flamengo em 2019 e comandou o time em grandes conquistas como o Campeonato Brasileiro, a Copa Libertadores, a Recopa Sul-Americana, Supercopa do Brasil e o Campeonato Carioca até sua saída.

Confira os 12 treinadores estrangeiros da história do Flamengo:

1º – Ramon Platero (URU) – 1921

2º – Juan Carlos Berton (URU) – 1925 a 1928

3º- Charles Williams (ING) – 1930 a 1931

4º – Doni Kruschner (HUN) 1937 a 1938

5º – Ernando Santos (POR) – 1947

6º – Cândido de Oliveira (POR) – 1950

7º – Fleitas Solich (PAR) 1953 a 1959, 1960 a 1962, e 1971

8º – Modesto Bría (PAR) – 1959 a 1960, 1967, 1971 e 1981

9º  – Armando Renganeschi (ARG) 1965 a 1967

10º – Reinaldo Rueda (COL) – 2017

11º – Jorge Jesus (POR) – 2019 a 2020

12º Domènec Torrent (ESP) 2020 –

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais