Rafinha chora em despedida e explica o motivo de deixar o Flamengo

Lateral participou de uma entrevista coletiva nesta segunda-feira (17)

Rumo ao Olympiacos, da Grécia, Rafinha se despediu do Flamengo nesta segunda-feira. Em coletiva no CT Ninho do Urubu, o lateral chorou, explicou como funcionou a negociação e os motivos pelos quais aceitou a proposta e também não descartou um possível retorno ao clube no futuro.

“Momento difícil para mim. Queria agradecer por tudo. Vim pelo desafio de tentar triunfar no Brasil e consegui. Isso que ficou. Vai ficar marcado. Realizei sonhos, fui campeão do Brasileiro e Libertadores. Com 34 anos ainda ter mercado na Europa é um prêmio. Agora chegou a hora de encarar mais um desafio. É uma decisão difícil, tive que pensar muito. Tomei decisão com o coração partido. Saio com sensação de dever cumprido”, disse Rafinha bastante emocionado.

COMO FOI A NEGOCIAÇÃO E O MOTIVO DE ACEITAR A PROPOSTA:

“É algo que envolve muita coisa, também da minha família. Recebi a proposta antes do jogo contra o Atlético-GO. Sabia que havia interesse de outros clubes, mas não do Olympiacos. Era meio-dia da quarta-feira, foi uma decisão difícil e muito rápida. Tenho família, tenho filhos e isso pesou muito na decisão. Vim para o Flamengo com o coração mesmo. Vim com esse desafio, triunfei e conquistei todos os títulos possíveis. Agora, foi uma decisão com o coração, mas também com a cabeça. Tenho poucos anos de carreira pela frente. Não é só pela parte financeira. Para mim, é um prêmio receber essa proposta com 34 anos e voltar a jogar a Champions”, esclareceu Rafinha.

Braz revela ‘acordo encaminhado’ e diz o que falta para Isla reforçar o Flamengo

O QUE FALTOU PELA RENOVAÇÃO COM O FLA:

“Não é que não avançou. Meu representante tinha uma reunião marcada com o Flamengo para esta segunda-feira, mas não aconteceu porque chegou a proposta. O Flamengo fez tudo para que eu permanecesse. Tive que pensar muito para decidir isso. Tenho minha vida, minha família e poucos anos de futebol. Esse foi o motivo. Minha cabeça está tranquila.”

RETORNO NO FUTURO:

“O futebol é dinâmico. Não sabemos o dia de amanhã. Vou, mas meu coração segue no Flamengo. Se for da vontade de Deus, quero voltar para jogar ainda.”

SIGA O HASHTAG RUBRO-NEGRO

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais