Protocolo impede Isla de atuar pelo Chile e Flamengo busca desconvocação; entenda o caso

Lateral segue com PCR positivo e entrada no Uruguai e no próprio Chile não estão autorizadas

Convocado para a seleção chilena, o lateral Mauricio Isla segue treinando no Flamengo, ainda não se apresentou e pode não entrar em campo nas primeiras rodadas das Eliminatórias. Isso porque o exame PCR do atleta segue positivo, o que o impede de entrar no Uruguai e no próprio Chile.

Assintomático há mais de dez dias e sem ser um potencial transmissor do vírus, Isla está liberado para atuar segundo os protocolos da CBF e da Conmebol. Tanto que esteve em campo contra o Athletico Paranaense, nesse domingo. No entanto, as regras de Uruguai e Chile são outras e só aceitam a entrada de pessoas com exame PCR negativo.

Sem garantias de que Isla poderá atuar nas duas primeiras rodadas das Eliminatórias, o Flamengo conversa com a Federação Chilena para buscar uma solução do caso, segundo apurou o #Rubro-Negro. A desconvocação do lateral é uma possibilidade. Somente assim ele poderia entrar em campo pelo clube, inclusive contra o Sport, nesta quarta.

LEIA TAMBÉM

Fla ainda pode perder jogadores para o exterior; veja quando fecham as janelas de transferência

O embarque da seleção chilena para o Uruguai está marcado para esta quarta-feira. As equipes se enfrentam na quinta pela primeira rodada das Eliminatórias. Caso não consiga a desconvocação de Isla, o Flamengo não terá o lateral contra Sport, Vasco e Goiás.

Além do chileno, o Rubro-Negro estará desfalcado do zagueiro Rodrigo Caio, e dos meias Everton Ribeiro e Arrascaeta, convocados pela seleção brasileira e uruguaia, respectivamente.

SIGA O HASHTAG RUBRO-NEGRO NAS REDES SOCIAIS

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais