Polícia Civil do RJ abre inquérito após acusação de racismo feita por Gerson

Meia do Flamengo relatou que foi chamado de negro pelo colombiano Ramirez, do Bahia

A denúncia de injúria racial sofrida pelo meia Gerson, na partida entre Flamengo x Bahia, não vai ficar apenas na esfera desportiva. A Polícia Civil do Rio de Janeiro instaurou um inquérito para apurar o caso. O camisa 8 do Fla alega que o colombiano Ramírez, do Tricolor, falou a seguinte frase: “cala boca, negro”.

Em comunicado enviado ao #Rubro-Negro, a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI) informou sobre o inquérito e disse que irá ouvir Gerson e outros envolvidos.

“A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI) instaurou um inquérito policial para apurar a denúncia de injúria racial cometida contra o jogador Gerson, do Flamengo, durante jogo com o Bahia, neste domingo (20/12). A equipe da Delegacia vai ouvir o atleta e outros envolvidos serão chamados para prestar depoimento na unidade policial a fim de esclarecer o fato“.

+ Vídeo focado em Gabigol contradiz justificativa do árbitro para expulsão; assista

Na súmula da partida, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza relatou o ocorrido, porém informou que o suposto ato não foi percebido pela equipe de arbitragem.

Aos 7 minutos do segundo tempo houve um conflito entre os jogadores sr. Gerson Santos da Silva, de número 8 da equipe do Flamengo, e do atleta da equipe do Bahia de número 15 sr. Juan Pablo Ramírez Velasquez, onde o jogador do Flamengo alega ter sido chamado de ‘negro’ por seu adversário mencionado. Informo que este suposto ato não foi percebido por nenhum membro da equipe de arbitragem no campo de jogodescreve o árbitro na súmula.

Siga o Hashtag Rubro-Negro nas redes sociais também:

Twitter: https://twitter.com/hashtag_RN

Facebook: https://www.facebook.com/hashtagrubronegro

Instagram: https://www.instagram.com/hashtagrubronegro/

YouTube: https://bit.ly/30Y8Ll4

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais