Landim explica situação de gramados do Maracanã, Ninho e da Gávea

Gramados dos três locais vêm sendo criticados pela torcida por desgaste

A situação dos gramados do Ninho do Urubu, Maracanã e da Gávea vem sendo assunto constante no Flamengo recentemente e ganhou uma repercussão ainda maior na última quarta-feira após divulgação de fotos do CT com o gramado muito desgastado.

Nesta quinta-feira, para explicar de uma forma geral todos os problemas em relação a gramados, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, se manifestou sobre o ocorrido, principalmente sobre o Ninho do Urubu.

+ Flamengo informa lesão de Willian Arão, que vira novo desfalque

Em contato por WhatsApp, o presidente afirmou que houve um treino intensivo aplicado pelo técnico Rogério Ceni em campo reduzido, concentrando todos os movimentos em uma área de 10 metros por 10 metros.

O presidente também explicou que o tipo de grama daquele campo não resiste à atividades intensas quando elas ocorrem, mas que o tempo que necessita para recuperação é rápido e em breve estará novamente nas melhores condições:

“As fotos que foram vistas com o gramado machucado é porque nesse treino o que se resolveu fazer foi um treino intensivo em um curto espaço do campo em uma área de 10×10. Então imaginem como fica o campo depois de um treino intensivo em curto espaço para toques, velocidade… É óbvio que o gramado fica desgastado naquele local. Então quando isso ocorre no gramado do Campo 2, que é uma grama plantada, a recuperação é rápida. Replanta onde teve a grama arrancada e em 24h no máximo 48h o campo está pronto.”

Landim explicou que quando este tipo de treino ocorre no Campo 1 do Ninho, este problema não acontece ou não fica tão evidente já que o estilo de grama é diferente:

“Quando tem esse problema no Campo 1, tem uma outra tecnologia, com placas de grama. Aí a recuperação é mais lenta, demora três dias. E aí você vai revezando. Ontem o treino foi dado nesse campo que é com essa tecnologia, mas hoje de manhã, o campo tá muito melhor. Não é o campo inteiro que está nessas condições, é a área onde teve o treino intensivo, que mesmo assim está recuperado e vai ficar sem utilização ao longo dos próximos três dias.”

A jornalista Raisa Simplicio publicou uma foto em sua conta no Twitter com o gramado do campo do Ninho hoje de manhã, indo de encontro com as informações passadas por Landim, de recuperação do gramado:

O presidente também afirmou que o gramado do Maracanã, que também vinha sendo alvo de críticas, já estará em melhores condições para o próximo jogo do Flamengo no domingo contra o Santos:

“Com relação ao Maracanã, o gramado estará em muito boas condições. Estamos vivendo momento de chuva e a umidade do gramado cresce e a grama, quando isso acontece, sofre um pouco mais porque com a umidade mais alta e o esforço dos jogadores, arranca mais grama. Mas tá longe de ser uma situação catastrófica.”

O Hashtag Rubro-Negro indagou ao presidente sobre o gramado da Gávea, que também vem se mostrando desgastado. Landim entende que o local está sendo castigado pela quantidade de jogos entre base, feminino e dos sócios que jogam por lá.

O mandatário afirmou que irá delegar ao VP da base para que haja uma programação para que um grande número de jogos não aconteça no local e não deixará que sócios joguem mais por lá por diversão:

“As pessoas têm que entender quem é prestador de serviço e quem é cliente, que na minha percepção é apenas o futebol de base e o futebol feminino. Então, quem tem que definir quando e como se usa aquele campo é a base é o VP da base. Eu deixei claro isso até para as pessoas entenderem que não é para usar (o campo) pelos sócios, se não o gramado vai ficar desgastado e não vai atender o futebol da base.”

“O que eu cobrei da vice-presidência foi para colocar um número de jogos que não seja excessivo na Gávea. O pessoal da base tem que cuidar disso. Se passar do número de jogos, vamos alugar outro campo. Não podemos deixar o gramado em más condições. Primeiro, vou cortar a utilização dos sócios e depois deixar a programação para que a base não sobrecarregue o gramado. Se não, vamos ter problema mesmo.”

No Maracanã, com a expectativa de um gramado melhor, o Flamengo volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Santos pelo Campeonato Brasileiro. O jogo está marcado para começar às 16h (pelo horário de Brasília).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais