Filipe Luís rasga elogios a Jorge Jesus e lamenta saída do Flamengo: “Nunca aprendi tanto sobre futebol”

Lateral-esquerdo do Mengão abriu o jogo sobre a relação do elenco com o técnico português

Um dos principais reforços do Flamengo em 2019, Filipe Luís trouxe sua experiência de anos no futebol europeu para ajudar em campo. Entretanto, o encontro com o técnico Jorge Jesus foi um diferencial em sua carreira já que os debates pela melhora do futebol rubro-negro ajudaram o lateral a ganhar conhecimento.

Em entrevista ao ‘Globoesporte.com‘, o atleta de 35 anos diz ter aprendido muito com o antigo treinador do Mengão, mas conta que também tiveram grandes discussões em relação ao modelo de jogo.

Amo esse velhinho. Um homem muito especial. É como todos os divórcios: discute, discute e no fim só se lembra das coisas boas, é como acabar com a primeira namorada da adolescência. Cheguei (ao Flamengo) com 34 anos e cada vez que ele mostrava um vídeo era um aula de futebol. Pensava que vinha para ensinar – com toda a humildade, claro – e afinal fui o aluno número um“, disse.

LEIA MAIS
+ Dome projeta evolução do Flamengo: “Foi a primeira vitória de muitas”
+ Com boa atuação, João Lucas empolga torcedores do Flamengo
+ Filipe Luis valoriza vitória do Flamengo: “A sorte começou a mudar”

Nunca aprendi tanto sobre futebol. Ia para casa a pensar nas coisas que ele dizia e falava com os meus colegas sobre isso. Tem uma metodologia muito interessante. Não concordo com muitas coisas que ele faz, tivemos umas 20 ou 30 discussões e em mais de metade ele tinha razão. Dentro do campo ele era explosivo, tinha paixão pura, e fora do campo tinha o coração mais mole do mundo“, completou.

Filipe Luís também destacou que as ideias de Jorge Jesus são semelhantes ao do técnico Domènec Torrent, atual comandante rubro-negro, e Tite, treinador da Seleção Brasileiral. O trio trabalha com êxito as estratégias ofensivas e agressivas na marcação

O Flamengo não pode jogar no contra-ataque. A torcida não aceita essa filosofia. Hoje o plantel tem essas características técnicas. O clube teve calma para pegar um treinador com este perfil. Não existem treinadores iguais. Tive vários e são todos diferentes. Mas todos têm o objetivo em comum. Tanto o Jorge Jesus, quanto Domènec e o Tite. Querem ter a bola e fazer o gol. Ele (Domènec) chegou, teve cinco treinos e foi pro jogo. Não teve tempo para trabalhar“, finalizou Filipe Luís.

NÚMEROS DE FILIPE LUÍS NO FLAMENGO

Ao todo, o lateral-esquerdo de 35 anos soma 39 jogos pelo Mengão, um gol marcado e três assistências para gol. Ele faturou os títulos de Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana, Taça Guanabara e Campeonato Carioca.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais