Diretor do Flamengo comemora a volta do futebol no Rio de Janeiro: “Espero que dê alegria a população”

Longa reunião na FERJ contou com a aprovação da maioria dos times do Carioca para o retorno do futebol

Após longa reunião na FERJ (Federação de Futebol do Estados do Rio de Janeiro), ficou decidido que o duelo entre Flamengo x Bangu, na próxima quinta-feira (18), pela quarta rodada da Taça Rio 2020, irá dar o pontapé na volta do futebol no estado após paralisação de mais de três meses devido à pandemia do novo coronavírus.

Quem gostou da decisão foi o Flamengo. Bruno Spindel, diretor-executivo de futebol do Mengão, gravou um vídeo ao site Globoesporte.com celebrando a decisão – que só não contou com apoio de Fluminense e Botafogo – e torce para os jogos trazerem ‘alegrias’ as pessoas em meio ao período de isolamento social.

Temos uma ótima notícia. O retorno do futebol carioca no próximo dia 18, Flamengo e Bangu. Aprovado através de um processo amplamente democrático, ontem em reunião do conselho arbitral da FERJ. Resultado de um protocolo de saúde construído por todos os departamentos médicos dos clubes aqui do Rio. Elogiado pela CONMEBOL, CBF, mundo afora, Município, Governo do Estado Federal. Com a aprovação de todas as esferas e dos órgãos de saúde. A gente espera que o futebol possa trazer, nesse momento tão difícil para todos, um pouco de esperança e alegria para a população brasileira“, declarou.

O Flamengo é o atual campeão da Taça Guanabara e já está com vaga assegurada no mata-mata pelo título carioca. Já na Taça Rio, segundo turno do torneio, o Mengão lidera o Grupo A com nove pontos conquistados em três partidas.

FLAMENGO TEM APOIO NO RETORNO DO CARIOCA

Além do acerto entre a maioria dos clubes em reunião com a FERJ, a prefeitura do Rio de Janeiro autorizou a volta das atividades físicas por entender que o processo faz parte da fase dois da flexibilização das medidas restritivas na cidade.

A fase permite. Porém, depende amanhã com a Federação porque Botafogo e Fluminense querem ter o direito e têm todo o direito… É o que eu estava explicando, ninguém é obrigado a seguir os passos da Prefeitura. A pessoa decide o que ela decide. Eles não querem jogar. Então, para não ter judicialização e suspender o Campeonato mais uma vez pelo Tribunal de Justiça, que é sempre muito prudente, quando a pessoa pede a liminar eles concedem… A ideia é fazer um acordo. Quem quiser jogar, joga. Quem não quiser, tem que ser respeitado e jogar só em julho“, afirmou o Marcelo Crivella.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais