Campeões da Libertadores pelo Flamengo, Jorge Jesus e Pablo Marí se enfrentam na Europa

Sorteio colocou Benfica e Arsenal frente a frente na Europa League

O primeiro mata-mata da Europa League vai trazer fortes lembranças aos torcedores do Flamengo. O sorteio da competição continental colocou Benfica e Arsenal frente a frente. Ou seja, o técnico Jorge Jesus e o zagueiro Pablo Marí, campeões da Libertadores com o Flamengo em 2019, irão se enfrentar.

Ambos chegaram ao rubro-negro em meados de 2019 e foram determinantes para a conquista do título sul-americano, após um jejum de 38 anos. Sob o comando de Jorge Jesus, o Flamengo teve mais títulos que vitórias. Foram 44 vitórias, 10 empates e apenas 4 derrotas, enquanto o time conquistou o Brasileirão, a Libertadores, a Supercopa do Brasil, a Recopa Sul-Americana e o Carioca.

No início de agosto, logo após levantar o título estadual, Jesus aceitou uma proposta para retornar ao Benfica, deixando o rubro-negro com um aproveitamento de 81,6%, em pouco mais de um ano comandando a equipe da Gávea.

LEIA MAIS
+ De volta ao time titular do Flamengo, Natan se destaca contra o Santos; veja os números
+ Jesus diz que teria mais chances de prêmio de melhor técnico se continuasse no Flamengo
+ Diego Alves, Pedro Rocha e mais! Flamengo tem seis jogadores que estão com contrato perto do fim

Um pouco antes, a torcida do Flamengo foi obrigada a se despedir de Pablo Marí. A passagem do espanhol pelo Ninho do Urubu durou apenas cinco meses e 30 jogos, mas foi o suficiente para deixar saudades nos rubro-negros. Contratado por 1,3 milhão de euros junto ao Manchester City em julho de 2019, o zagueiro foi vendido ao Arsenal em janeiro de 2020 por cerca de 8 milhões de euros.

Pablo Marí se destacou pelo Flamengo não somente pelas suas atuações defensivas, mas também pelo seu jogo com a bola no pé. O espanhol encantou os torcedores em seus primeiros jogos com lançamentos precisos e, de quebra, marcou três gols com a camisa rubro-negra.

Flamengo ainda não encontrou substitutos para Jesus e Marí

A saudade de Jesus e Marí é ainda maior porque seus substitutos não corresponderam à altura. Domènec Torrent, contratado para ser o técnico rubro-negro após a saída do português, ficou apenas três meses no cargo e acabou demitido após derrotas por goleada para os concorrentes ao título brasileiro, São Paulo e Atlético-MG.

Já para o lugar de Pablo Marí, o Flamengo trouxe Léo Pereira. O zagueiro, com características semelhantes ao espanhol, não conseguiu repetir as boas atuações dos tempos de Athletico Paranaense e vem sofrendo inúmeras críticas da torcida. Nos últimos jogos, ele acabou perdendo espaço para Gustavo Henrique e Natan.

Siga o Hashtag Rubro-Negro nas redes sociais também:

Twitter: https://twitter.com/hashtag_RN

Facebook: https://www.facebook.com/hashtagrubronegro

Instagram: https://www.instagram.com/hashtagrubronegro/

YouTube: https://bit.ly/30Y8Ll4

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais