Campeão da Copinha pelo Flamengo, zagueiro anuncia aposentadoria aos 23 anos

O jogador esteve nas categorias de base do rubro-negro entre 2014 e 2018

Quando entrou em campo no dia 19 de maio de 2017, o jovem zagueiro Dener, então com 20 anos de idade, mal sabia que aquele seria o último jogo oficial de sua carreira. Naquela tarde, no jogo entre Flamengo e Avaí pela Copa do Brasil sub-20, o catarinense sofreu uma ruptura no ligamento cruzado do joelho esquerdo que acabou causando complicações numa recuperação que jamais terminou e que fez o jogador anunciar na última sexta-feira (2) a sua aposentadoria.

Em sua conta oficial no Instagram, Dener anunciou que estava pendurando as chuteiras em decorrência de sucessivos problemas no joelho, que culminaram com duas cirurgias, dores intensas pelos últimos três anos e meio e fez acusações graves ao departamento médico do Flamengo.

“Após uma cirurgia e uma recuperação mal sucedida por irresponsabilidades e negligências (na qual tenho provas pra poder falar isso), minha carreira tomou um rumo totalmente diferente do qual eu imaginava (…) Pensei muito com minha família e é a hora de seguir outro caminho”, disse o agora ex-jogador, de apenas 23 anos.

LEIA MAIS
+ Ceni deverá fazer mudanças no Flamengo para enfrentar o Fluminense
+ Janela de transferências será atípica em 2021; veja novas datas
+ Veja 10 jogadores que já podem assinar um pré-contrato com o Flamengo

Após a lesão, o zagueiro passou por três cirurgias no joelho e, de acordo com os médicos, precisaria passar por um novo procedimento cirúrgico para poder continuar tentando competir em alto nível.

Em entrevista ao jornal O Dia, o ex-atleta explicou que, após a primeira operação, sentia uma “frouxidão” no joelho, mas o departamento médico do Flamengo afirmou que aquilo era normal. O jogador passou cerca de um ano com esse incômodo, até ser chamado de volta pelo Figueirense.

“Cheguei ao Figueirense e foram me avaliar. Eu passei essa situação do meu joelho, observaram essa situação, acharam estranho e pediram um exame. E foi aí que veio a surpresa. Eu estava sem o cruzado, treinando há oito meses com o cruzado rompido, como se não tivesse feito a cirurgia. E depois, pegamos exames feitos em 2017, apontava que o cruzado estava mal visibilizado, onde qualquer médico ortopedista que pegasse para analisar, viria que precisaria de uma nova cirurgia”, disse o zagueiro, que também revelou que o procedimento foi realizado por um médico do Flamengo.

O jogador, então, voltou ao clube para realizar uma segunda operação e relatou que houve um novo erro do departamento médico rubro-negro, desta vez em relação à recuperação da cirurgia.

“Eu fiz essa segunda cirurgia na época da Copa do Mundo de 2018. Então o clube estava de recesso. Fizeram a cirurgia e me deixaram de 15 a 20 dias sem mexer o joelho, sem ter o fisioterapeuta para acompanhar. A princípio, iam me oferecer uma clínica de fisioterapia, mas dois dias antes da cirurgia me passaram que era para ficar de repouso em casa. Isso fez o meu joelho ficar duro. Muito duro. Isso causou uma fibrose muito forte. Isso foi descoberto alguns meses já no Figueirense treinando”, explicou o atleta.

Dener chegou ao Flamengo em 2014, emprestado pelo Figueirense, por indicação do ídolo rubro-negro Sávio. Dois anos depois, seria campeão da Copinha como titular, fazendo dupla de zaga com Léo Duarte, e foi alçado ao posto de capitão do time sub-20 quando seu companheiro de defesa subiu aos profissionais, em 2017. A grave lesão no joelho impediu que o jogador sequer estreasse como atleta profissional.

Siga o Hashtag Rubro-Negro nas redes sociais também:

Twitter: https://twitter.com/hashtag_RN

Facebook: https://www.facebook.com/hashtagrubronegro

Instagram: https://www.instagram.com/hashtagrubronegro/

YouTube: https://bit.ly/30Y8Ll4

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais