BAP rebate Rafinha e explica desistência do Flamengo na negociação

Dirigente voltou a falar sobre orçamento e negou que o Flamengo não o contratou por guerra interna

A desistência do Flamengo pelo retorno de Rafinha continua movimentando os bastidores do clube da Gávea. O lateral chegou a afirmar que não foi contratado por uma “guerra política”, e um dos dirigentes rubro-negros o rebateu.

Em entrevista ao canal “Debate Rubro-Negro”, BAP explicou a saída do Flamengo das negociações e afirmou que o clube desistiu por questões financeiras, que são reflexos dos estragos da pandemia:

“Essa tentativa de se criar uma narrativa diferente visa esconder a realidade. A pandemia afetou de maneira dramática, já é uma realidade. Fizemos o orçamento com premissas desafiadoras, todos no clube sabem. Não podemos assumir novos compromissos. Esportivamente, o Rafinha é uma unanimidade no Flamengo. Quem não ia querer? O que ele entende ter sido a razão para ele não jogar no Flamengo não é a realidade. A própria nota oficial do Flamengo diz isso.”

Mais sobre o Flamengo:

+ Fla reavalia opções na lateral-direita após encerrar conversas com Rafinha
+ Prefeitura proíbe jogos na cidade do Rio de Janeiro a partir de sexta-feira (26)

Flamengo e Rafinha negociavam há mais de um mês um retorno, praticamente desde que o lateral-direito deixou o Olympiacos.

As negociações chegaram a fluir, mas emperraram e o clube optou pela desistência, informando à torcida e imprensa em uma nota oficial.

Sem Rafinha, o Fla ainda não sabe se irá ao mercado em busca de um novo lateral-direito. Por enquanto, o clube trabalha com a possibilidade de manter o elenco com Isla, Matheuzinho e João Lucas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Hashtag Rubro-Negro usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia Mais